Os brasileiros foram as ruas em todo o país neste domingo (13) para realizar a maior manifestação da história brasileira. Os atos contra a presidente da República, Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e o PT aconteceram em 337 cidades brasileiras e outras seis cidades no exterior.

O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP) argumenta que o grande número de participantes representa a cidadania ativa dos brasileiros. “É o povo lutando pelo seu País. São os manifestantes pedindo o fim da corrupção, o fim do desemprego e um basta do roubo de dinheiro público”, disse.

Macris esteve com a população nas ruas. Foi para a Avenida Paulista, em São Paulo, onde destacou, juntamente com o Movimento Brasil Livre, coordenado por Kim Kataguiri, que acompanha o desejo da população, e votará pelo impeachment da presidente Dilma no processo que tramita na Câmara dos Deputados.

Números

A estimativa dos organizadores é que a manifestação deste domingo reuniu 6,9 milhões de pessoas no Brasil, já a Polícia Militar registrou 3,6 milhões de manifestantes. Ainda assim, nunca tanta gente foi para as ruas protestar contra um governo.

Em praticamente todas as capitais que realizaram manifestações neste domingo, o comparecimento foi maior do que as de março do ano passado e até da chamada "jornada de junho", em 2013, que teve como estopim o aumento das passagens de ônibus em São Paulo.