Deputado Macris avalia que a manutenção de milhões de empregos poderá recuperar economia

Depois de muita discussão sobre a prorrogação da desoneração da folha de pagamentos, o veto deve ser deliberado nesta quarta-feira (30) em sessão do Congresso Nacional. Defensor da manutenção de empregos, o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) diz que ainda é preciso mobilização para evitar surpresas na votação.

Macris é autor de emenda para a prorrogação da desoneração. Segundo o parlamentar, os deputados tem demonstrado apoio pela derrubada do Veto 26, mas é preciso fincar o pé para a preservação de empregos. “A desoneração assegura mais de 6 milhões de empregos diretos em 2021, mais outros milhões de forma indireta. Será com os trabalhadores, com os setores que mais empregam e a produtividade em alta que o país terá a recuperação da economia”, considera.

Desde o início de julho, quando foi vetada a desoneração, há um intenso debate entre o governo federal, o poder legislativo e a sociedade sobre a importância da medida. Para especialistas, a desoneração é uma das poucas medidas para minimizar a crise pelo qual o Brasil passa.

A lei atual mantém a desoneração até o fim de 2020. O artigo vetado estende o benefício até 31 de dezembro de 2021.

Setores

Os 17 setores da economia beneficiados pela prorrogação da desoneração são: calçados, call center, comunicação, confecção/vestuário, construção civil, construção e obras de infraestrutura, couro, fabricação de veículos e carrocerias, máquinas e equipamentos, proteína animal, têxtil, Tecnologia da Informação, Tecnologia da Informação e Comunicação, projetos de circuitos integrados, transporte metroferroviário de passageiros, transporte rodoviário coletivo e transporte rodoviário de cargas.