O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (28) a Medida Provisória 936, que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, motivado pela pandemia do Coronavírus. O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) teve sua emenda atendida pelo relator, assegurando por mais um ano a adoção de medidas para desonerar a folha de pagamento e a manutenção de empregos.

A MP 936 autoriza os empregadores, temporariamente, a reduzir salários e jornadas ou suspender contratos de trabalho, com direito à estabilidade provisória do empregado e recebimento de benefício emergencial pago pelo governo.

Macris buscou mais uma alternativa ante a dispensa dos trabalhadores. “É um socorro, uma medida efetiva para atender as necessidades prementes das empresas e aos trabalhadores, como forma de evitar o desemprego em massa.”

A atuação de Macris foi elogiada pelo relator da matéria, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), que destacou o empenho no microfone do Plenário. “O deputado Vanderlei Macris, que fez um esforço enorme para que nós prorrogássemos a desoneração por dois anos. Nós conseguimos atendê-lo parcialmente, prorrogando por um ano.”

Dezessete setores da economia serão beneficiados pela prorrogação, entre eles a indústria têxtil e o transporte rodoviário de cargas.

A medida provisória segue agora para votação no Senado.