O deputado federal Vanderlei Macris e o presidente da Alesp, Cauê Macris, recuperaram junto ao Governo do Estado o convênio de R$ 1,6 milhão que havia sido cancelado entre a Prefeitura de Americana e o Governo do Estado.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira com a presença do vice-prefeito e chefe de gabinete do deputado Cauê, Roger Willians, os vereadores Rafael Macris, Thiago Brochi e Odir Demarchi.

O investimento total do convênio, firmado em 2016, era de R$ 3 milhões, sendo utilizado cerca de R$ 1,4 mi. Após o vencimento do prazo em 31/12/2018 pelo não término da obra, o convênio, que já havia sido prorrogado em 2017, foi cancelado.

Há cerca de uma semana os deputados estão em tratativas junto ao Governo do Estado e conseguiram a confirmação, através de uma exceção, para que Americana possa utilizar o saldo residual, já que todos os convênios anteriores a 2016 foram cancelados no Estado. A notícia foi confirmada pela diretora regional de saúde, Mirella Povinelli.

“Até onde a gente puder interferir junto ao Governo do Estado ou Federal para entregar esta obra para a população de Americana, nós vamos fazer. Esse é o nosso papel, lutar pelos investimentos, principalmente aqueles que já tínhamos conquistado”, disse Vanderlei Macris.

“Sabemos que a população está cansada e espera o novo Pronto-Socorro e não podemos nos omitir. Quando ouvi que o convênio foi cancelado, conversei com o Cauê e entramos imediatamente em contato com o Estado para resolver esta situação. Agora o prefeito pode tocar a obra que esperamos ser entregue ainda este ano para população de Americana”, completou.

O saldo existente na conta do convênio é de R$ 1.550.000,00, o que representa 51% da obra e deve ser utilizado para a conclusão da mesma.