Reforma da Previdência será enviada à Câmara ainda nesta semana

O deputado Vanderlei Macris participou de reunião com o ministro da Economia Paulo Guedes na tarde desta quarta-feira (13). Na pauta, as prioridades do governo Federal e a articulação com o Congresso Nacional.

O ministro destacou à Macris e aos demais membros da Frente Parlamentar do Livre Mercado que o país não conseguirá se desenvolver rapidamente sem a aprovação das reformas. Segundo ele, a dívida  pública custa muito, sem possibilidade de investimento no próprio país. "É uma Europa que a gente reconstrói ao ano, e sem sair do lugar", disse. Paulo Guedes enfatiza que o "primeiro ataque" será mesmo pela Reforma da Previdência.

A proposta ainda não está finalizada, garante o ministro. Falta a avaliação do presidente Jair Bolsonaro para o envio à Câmara dos Deputados, o que irá acontecer ainda nesta semana.

O ministro também informou que, além da proposta da Previdência, pensa em enviar simultaneamente para o Senado um projeto de Pacto Federativo. O deputado Macris sugeriu foco em uma única proposta. "Não podemos ter atividades paralelas porque é fundamental demonstrar que, sem a reforma, a Previdência não se mantém."

Sobre a abertura comercial, tema bastante conhecido do parlamentar tucano atuando pelos setores Têxtil e de Confecção e de Máquinas e Equipamentos, o deputado se disse favorável, desde que seja "equalizada". "Sob pena de não sermos competitivos em nada e destruirmos a empresa nacional", considerou.