Resgatar a importância do segmento e fincar o posicionamento para desenvolver o setor e ser verdadeiramente competitivo. Esse foi o tom do discurso do presidente da Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos no Congresso Nacional (FPMaq), deputado federal Vanderlei Macris, na abertura da Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos - Feimec 2018 nesta terça-feira (24).

Macris, que assumiu a FPMaq há sete dias, destacou o objetivo da Frente de nortear o debate sobre o setor e estabelecer uma política de Estado para a indústria de máquinas e de transformação com o foco no desenvolvimento econômico. “Não existe país desenvolvido ou emergente que não tenha uma indústria de máquinas forte e competitiva”, lembrou.

O deputado destacou, ainda, que o processo de desindustrialização do País tem que parar. Para ele, é preciso reverter a atual situação do segmento e se preparar para competir com as nações de primeiro mundo. Após seu discurso, Macris visitou a exposição com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), João Carlos Marchesan e o presidente executivo da entidade, José Velloso.

A FPMaq é composta por deputados e senadores comprometidos, junto com a Abimaq, em fortalecer o setor. Segundo Macris, desde 2015 a Frente trabalha para o desenvolvimento econômico brasileiro e "está preparada  para debater as políticas com o Congresso Nacional e o presidente da República".

A Feimec acontece até o próximo sábado, dia 28 de Abril, no São Paulo Expo - Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5. Tem 460 expositores e 900 marcas nacionais e internacionais participam do evento.