Imprimir
Categoria: Notícias

O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) ratificou o posicionamento contra a corrupção e votou, nesta quarta-feira (25), na Câmara dos Deputados, pela investigação do Presidente Michel Temer pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Macris é um dos poucos parlamentares que votou pela cassação de Eduardo Cunha, pelo impeachment de Dilma Rousseff e pelo prosseguimento da 1ª denúncia à Temer por corrupção passiva.

“O Brasil precisa de justiça e ética. Nós devemos ser intolerantes com o desvio de conduta. Na verdade, a sociedade clama por um novo País. E nós votamos pelo prosseguimento da ação e pela investigação”, disse Macris no Plenário durante a votação.

Macris já havia declarado seu posicionamento em discurso no início da tarde desta quarta. Segundo ele, “ninguém está acima da Lei”. “Não me cabe arguição partidária ou ideológica. Minha argumentação é pela moralidade no Parlamento. E é, justamente neste sentido, que da mesma forma peço o julgamento rápido também do ex-presidente Lula e do senador Aécio Neves.”

O parlamentar ainda enfatizou que “política não é sinônimo de criminalidade! Não é e nem pode vir a ser!”.

Para assistir o discurso de Macris pela abertura da investigação da 2ª denúncia clique aqui. Para acesso à votação do deputado, clique aqui.