*Clipping

Conasems – 26/02/2016

O Plenário da Câmara dos Deputados iniciou nesta quarta-feira (24) a discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/15, de autoria do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), que amplia gradualmente o montante mínimo de gastos federais com saúde. Conasems, Conass e CNS se reuniram para acompanhar a discussão, porém, conforme acordo entre as lideranças partidárias, o substitutivo da comissão especial, de autoria da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), será votado apenas na próxima semana.

A PEC resgata o Projeto Saúde +10 e o obriga a União a destinar um mínimo de 15% da RCL (Receita Corrente Líquida) à Saúde. Atualmente, a Emenda Constitucional 86 define os gastos mínimos com saúde para a União em 13,2% da RCL e 15% aos municípios, que por conta do subfinanciamento estão gastando em média 22% e alguns chegam a dobrar a porcentagem média de gastos com saúde.

É importante intensificar a mobilização em todo o país para aprovação da PEC 1, que se configura como grande esperança para solucionar a crise do subfinanciamento do SUS. Conforme acordo feito entre o presidente da Casa, Eduardo Cunha, e a bancada da saúde, a PEC 1 estará na pauta de votação da Câmara dos Deputados na próxima quarta-feira (2).  Cada secretário municipal pode contribuir entrando em contato com parlamentares e pedindo que vote sim para aprovação.

Confira a lista de contatos dos deputados da Câmara do Deputados para contato.

Matéria publicada: http://conasems.org.br/servicos/todas-noticias/45-ultimas/4405-plenario-discute-pec-que-resgata-o-saude-10

*Clipping - Este material não é de autoria da Assessoria do Deputado Federal Vanderlei Macris. São notícias selecionadas que constam a participação do parlamentar.