Com o objetivo de reduzir os custos eleitorais e estabelecer contato mais direto com a população, o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) apresentará Emenda no Plenário na continuação da votação da Reforma Política, que acontece nesta terça-feira (3) na Câmara dos Deputados. A proposta estabelece que a propaganda eleitoral veiculada na televisão exiba somente imagens diretas e gravadas em estúdio.

A proposta altera a Lei 9.504, de 30 de setembro de 1997, vedando a exibição de imagens externas e inserção de registros de arquivo nas campanhas de TV.

“Os processos eleitorais para a construção da democracia e da formação da vontade pública deve impedir que os candidatos se relacionem com a sociedade civil pautados pelo formato mercadológico e orientado por profissionais do marketing. Os candidatos devem se pautar pela comunicação direta com eleitores e a sociedade, que, assim, conhecerão de fato os pretendentes à governança, sem subterfúgios, maquiagens ou disfarces”, argumenta Macris.

O descumprimento, segundo o parlamentar, pode acarretar em multa de R$ 10 mil a R$ 20 mil, sendo duplicada em caso de reincidência, e suspensão da propaganda por 24 horas.