Antes mesmo do relatório para a abertura do inquérito para investigar o Presidente Michel Temer ir a voto em Plenário, o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) se antecipou e confirmou em discurso, nesta quarta-feira (12), no Plenário da Câmara dos Deputados, que será favorável a admissibilidade da denúncia.  A ação foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva.

“O nível de realismo e consciência do eleitor avançou e isso fortalece o processo democrático. Quem se acostumou a se achar impune, a adotar práticas ilícitas como se fosse normal, hoje tem que responder à Justiça. Essa regra precisa valer para todo cidadão e, também, para o Presidente da República”, disse Macris.

O parlamentar explicou que nos últimos dias fez uma “espécie de lição de casa”. “Fui às bases, ouvi o eleitor, conversei com representantes de entidades da sociedade civil. Numa outra frente li com muita atenção, mais de uma vez, a denúncia apresentada pelo procurador Rodrigo Janot e estudei o parecer do deputado Sergio Zveiter, bem como a defesa do presidente”, argumentou. Para Macris, uma frase do relator no seu parecer precisa ser considerada: Tantos indícios não podem, simplesmente, ser ignorados!

O deputado ainda destacou que a decisão independe do apoio do PSDB às reformas.

Para assistir ao pronunciamento do deputado clique aqui.