Presidente da República também autorizou que o investidor privado possa usar a faixa de domínio

O presidente da República Michel Temer garantiu na manhã desta terça-feira (28), em Brasília (DF), que o Trem Intercidades, que ligará São Paulo à Americana (SP), será incluído no programa de concessões da União. A informação foi confirmada durante audiência no Palácio do Planalto com o deputado federal Vandelei Macris (PSDB-SP), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), deputado Cauê Macris (PSDB), e o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni.

Temer também garantiu que o Governo Federal vai ceder a faixa de domínio da ferrovia, inclusive marcando a assinatura do documento que garante essa permissão para abril.

O uso da faixa de domínio do transporte de cargas era um dos entraves para a viabilidade do Trem Intercidades.

De acordo com Vanderlei Macris, Temer se mostrou entusiasmado com o projeto. “O presidente percebeu a importância do retorno do transporte ferroviário de passageiros e autorizou a inclusão do projeto que já se encontra na Secretaria Executiva do Programa de Parcerias para Investimentos”, ressaltou.

O segundo desafio vencido foi a concessão da linha férrea do transporte de cargas. “A estrutura já existe a partir da linha férrea do transporte de cargas, sem a necessidade de desapropriações ou licenças ambientais, faltava apenas o aval para que a as duas modalidades, carga e passageiros, pudessem compatibilizar”, completou Macris.

O presidente da Alesp, deputado Cauê Macris, destacou que este projeto é um marco na mobilidade do Estado. “São Paulo viverá um novo tempo com o Trem Intercidades. A volta do transporte de passageiros por meio dos trilhos é seguro, econômico e vital para facilitar o deslocamento dos grandes centros. Com a confirmação do presidente, saímos daqui com a garantia dessa excelente notícia para todos os paulistas”, disse.

Também participaram da audiência o ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, o superintendente de Infraestrutura e Serviços de Transportes Ferroviários de Cargas da agência, Alexandre Porto Mendes de Souza, e o secretário de Coordenação de Projetos da Secretaria do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), Tarcísio Gomes de Freitas.