O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP) agendou duas reuniões em Brasília (DF) para debater o projeto do Trem Intercidades. Na próxima terça-feira, dia 14, o parlamentar se reunirá com o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, e com secretário Especial do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Adalberto Santos.

De acordo com Macris, as reuniões servirão para discutir o projeto com as autoridades do governo federal e, também, são “preparatórias” para o encontro com o presidente da República Michel Temer, onde defenderá a implantação. “O Trem Intercidades é prioridade para a população, já que o sistema rodoviário está saturado em todo o país”, disse.

Nesta quarta, o parlamentar iniciou a conversa com o secretário do PPI, Adalberto Santos, na audiência da Comissão Especial que debate a prorrogação dos contratos nos setores rodoviário, ferroviário e aeroportuário (MP 752/2016). Macris argumentou que o maior empecilho é o compartilhamento da linha férrea, que hoje está concedida para empresas que atuam no transporte de cargas. Ele considera que “passageiro têm preferência”.

Projeto

A primeira linha do Trem Intercidades ligará São Paulo à Americana, passando por Jundiaí e Campinas. Também prevê o aproveitamento da estrutura férrea já existente – o que minimiza consideravelmente os custos e o tempo de instalação -, percurso de 135 quilômetros e 9 estações no trajeto.

Os trens serão de média velocidade, que permitem viagens com velocidade média entre 160 e 180 km/hora, podendo chegar a máxima de 200 km/hora.