A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (Credn) da Câmara dos Deputados prestou, na manhã desta quarta-feira (14), homenagem à população e ao governo colombiano e ao time de futebol Atlético Nacional de Medellín. O Embaixador da Colômbia no Brasil, Alejandro Borda, recebeu a honraria.

O deputado Vanderlei Macris explica que o agradecimento foi realizado pelas demonstrações e atitudes de apoio e fraternidade às vítimas do acidente aéreo ocorrido na madrugada do dia 28 de novembro, na Colômbia, que vitimou a equipe de futebol da Chapecoense, de Santa Catarina.

“É nos momentos de dor que conhecemos nossos verdadeiros amigos. É nos momentos de dor que nós conhecemos realmente nossos verdadeiros irmãos. E foi assim que aconteceu. Essa tragédia, que é difícil para todos nós, traz uma lição muito positiva nas relações entre o Brasil e a Colômbia”, disse Macris.

Para o parlamentar, a solidariedade prestada fica como lição de integração entre os povos. “Nós temos muita gratidão em poder estar aqui hoje agradecendo ao povo colombiano, através do nobre e, mais do que isso, nosso interprete nas relações Brasil-Colômbia, Dr. Alejandro Borda.”

Voo LaMia 2933

O time foi a Medellín, na Colômbia, para disputar uma partida contra o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana.

Estavam a bordos no avião da Chapecoense 77 pessoas, incluindo integrantes da comissão técnica e jogadores, jornalistas e a tripulação da empresa aérea boliviana LaMia. Setenta e um morreram, outros seis sobreviveram, sendo três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

O acidente supostamente foi causado por falta de combustível na aeronave. Dentro das investigações na Bolívia, foi preso o diretor-geral da LaMia, Gustavo Vargas Gamboa, acusado por diversos crimes, entre eles o de homicídio culposo.