*Clipping

PSDB na Câmara - 07/11/2016

O governo Michel Temer lança nesta quarta-feira (9) o Cartão Reforma, programa que bancará a compra de materiais de construção para a reforma de moradias de famílias com renda de até R$ 1,8 mil. De acordo com o ministro das Cidades, deputado federal licenciado Bruno Araújo, o orçamento da iniciativa em 2017 será de R$ 500 milhões. Para deputados do PSDB, o programa beneficiará milhares de pessoas carentes, além de influenciar positivamente a economia, gerando renda e emprego.

O valor máximo do cartão será de até R$ 9 mil, mas apenas para casas com riscos estruturais. O governo calcula que o valor médio deve girar em torno de R$ 5 mil. Além de parlamentares, devem participar da cerimônia representantes do setor de construção, prefeitos e governadores. O evento está marcado para as 15h.

Segundo o deputado Geraldo Resende (MS), esse é um programa da maior importância para atender aqueles que mais precisam de melhorias em sua residência. Como destacou o tucano, o imóvel ganha um novo aspecto e aumenta o seu valor patrimonial. “Pode ampliar o espaço para alguém da família, melhorar a segurança da sua própria residência, dar um visual melhor. Isso, logicamente, valoriza a sua habitação”, afirmou nesta segunda-feira (7).

De acordo com levantamento da consultoria Plano CDE, empresa especializada no comportamento das classes C,D e E, reformar a casa é uma prioridade, pois traz ganhos para segurança, saúde (menos mofo e infiltrações), privacidade (menos pessoas dividindo o mesmo quarto) e ainda aumenta a possibilidade de encontros de lazer, fortalecendo a convivência com parentes e amigos. 

Segundo o deputado Vanderlei Macris (SP), o Cartão Reforma é um programa da maior importância. Segundo ele, a iniciativa demonstra a decisão do presidente Michel Temer de atender aos mais necessitados, numa preocupação com ação social. “Esse programa, que vai atender muito particularmente pessoas de baixa renda, é fundamental não só para viabilizar a solução de problemas de pessoas em sua moradia, mas também cria condições para que a economia possa deslanchar”, afirmou. Ainda na opinião do parlamentar, a iniciativa mostra a preocupação do governo não somente com a questão econômica, mas também com o social.

De acordo com o deputado Raimundo Gomes de Matos (CE), é de suma importância que essas famílias tenham melhores condições de habitabilidade em suas casas. “O programa vai ajudar várias áreas do próprio governo. Por exemplo, aqui no Nordeste há muitas casas em que as famílias são acometidas pela Doença de Chagas. Ao melhorar essas residências, os indicadores de saúde também vão melhorar”, exemplificou. Ainda segundo Matos, a iniciativa mais uma vez coloca por terra o discurso fácil da oposição de dizer que os programas sociais serão sacrificados.

INSPIRAÇÃO

Uma das inspirações do novo programa federal é o “Cheque Mais Moradia”, conduzido pelo Governo de Goiás. Na cerimônia, Perillo vai relatar a experiência e o impacto na vida das pessoas. “Esse programa pode ajudar e muito a melhorar o visual das grandes cidades”, acredita o governador, que ficou orgulhoso com mais um programa goiano que serve de referência para o governo federal.

O Cartão Reforma tem como objetivo enfrentar o déficit de qualidade habitacional e não substitui o faixa 1 do programa Minha Casa, Minha Vida, direcionado para famílias com renda também de até R$ 1,8 mil, e que será retomado apenas no próximo ano.

“Há uma expectativa muito grande entre os prefeitos porque a União nunca trabalhou no déficit de qualidade em um ambiente de casas precárias”, disse o ministro das Cidades, Bruno Araújo, em entrevista ao jornal “Valor Econômico”.

(Reportagem: Ana Maria Mejia/Fotos: Sérgio William e Bruno Peres/Áudio: Hélio Ricardo)

Matéria publicada: http://www.psdbnacamara.com.br/wordpress/?p=161785

*Clipping - Este material não é de autoria da Assessoria do Deputado Federal Vanderlei Macris. São notícias selecionadas que constam a participação do parlamentar.