Foi aprovado nesta quarta-feira (15) na Câmara dos Deputados o requerimento de Vanderlei Macris (PSDB-SP) para que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, fale sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Saúde. A audiência deverá acontecer no próximo dia 13.

A solicitação do deputado Macris foi acatada na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, mas a audiência será realizada de forma conjunta pelas de Seguridade Social e Família e de Defesa do Consumidor. O parlamentar é o autor da proposta.

A PEC da Saúde - 01/2015 - garante mais recursos da União para a saúde pública ao longo de sete anos até chegar a 19,4% da Receita Corrente Líquida (RCL). O texto estabelece valor mínimo a ser aplicado de forma escalonada em sete exercícios, sendo: 14,8%, 15,5%, 16,2%, 16,9%, 17,6%, 18,3% e 19,4%. O último percentual é o reivindicado pela população nas manifestações do Saúde+10.

Para Macris, é importante debater o assunto com o novo administrador da Saúde. “Precisamos saber como avalia [a proposta] o ministro Ricardo Barros. Mesmo com dificuldades, o governo sabe da situação alarmante da Saúde, e precisamos debater como irá atuar quanto este sério problema”, considerou o parlamentar.