Artigo

Transporte de qualidade, econômico e sustentável, características do sistema de locomoção sobre trilhos cada vez mais valorizado nas regiões metropolitanas.

O trem de passageiros é a grande chance para que os grandes centros urbanos possam se reorganizar, voltando a ter a preferência perdida para o transporte rodoviário e que hoje acarreta tantos problemas devido a quantidade de veículos, congestionamentos, poluição e outros pontos negativos. 

Projeto do governador Geraldo Alckmin que ligará São Paulo à Campinas - Americana, o Trem Intercidades corresponde ao apelo pela agilidade no transporte coletivo utilizando energia limpa, além da segurança e qualidade em um trem de média velocidade, cerca de 160 km por hora.

Através da visão estadista do governo Alckmin, podemos confirmar a volta do transporte de passageiros sobre trilhos para outras cidades do estado onde o modal foi esquecido há mais de 40 anos.

O trajeto completo liga as quatro regiões metropolitanas que compreende Campinas, São Paulo, Vale do Paraíba e Baixada Santista.

Esse é o tipo de projeto que não se faz da noite para o dia. O estudo para a viabilidade do trem está sendo realizado há algum tempo e, recentemente, através desse diagnóstico, o presidente Temer confirmou em uma reunião aonde participamos junto ao presidente da Alesp, deputado Cauê Macris, em Brasília, a permissão do uso de domínio do transporte de cargas, além da inclusão do projeto do pacote de concessão federal.

Em mais uma passo essa semana, conseguimos garantir o Trem Intercidades na Medida Provisória 752 que prorroga e relicita contratos do setor de transportes, na Câmara Federal, através do inciso 26, ficando assegurada a permissão de uso da faixa de domínio.

Por possuir indiscutíveis vantagens se comparada a outros modelos de transporte, a estrada de ferro se torna tão necessária.

O Brasil possui hoje 30.129 km de trilhos, desses apenas 1.437 km são destinados ao transporte de passageiros. O sistema metroferroviário transporta cerca de 2,5 bilhões de passageiros por ano no país. A Região Metropolitana de São Paulo detém o maior número de viagens representando 71,1%, o que corresponde a 1,8 bilhão de passageiros por ano somente nessa área.

Com a necessidade de expansão para atender a grande demanda no estado, o trem regional é prioridade. Com a sua implantação, os cidadãos paulistas terão a opção de se deslocar numa viagem segura e confortável, chegando ao coração da capital e interligando com todo o sistema de metrô. A previsão é atender no trecho Campinas-Americana, com previsão de maior fluxo de deslocamento, 60 mil passageiros por dia.

Conforme o estudo da Secretaria de Transportes, a previsão é que os trens tenham de três a quatro carros e atendam de 165 a 200 passageiros, ademais, as cabines serão climatizadas e terão Wi-fi.

Além disso, o sistema sobre trilhos é grande indutor de desenvolvimento regional, influenciando crescimento e melhorias no setor industrial, econômico e social.

Nosso empenho é para que São Paulo possa reviver a era de ouro do transporte de passageiros, não só pela nostalgia daquela época, mas por ter a certeza de que o estado estará oferecendo a melhor opção de transporte para a população. 

_______________

Publicado:

- Correio Popular http://correio.rac.com.br/

- PSDB na Câmara  http://www.psdbnacamara.com.br/wordpress/?p=169009