*Clipping

PSDB na Câmara – 06/04/2017

Em pronunciamento nesta quinta-feira (6) (assista a íntegra abaixo), o deputado Vanderlei Macris (SP) destacou as perspectivas positivas para a efetiva implementação do projeto Trem Intercidades, uma inovação no sistema de transporte paulista que vai atender 70% da população do estado. Em seu discurso, disse que o projeto já está em ampla negociação e obteve total apoio do presidente Michel Temer.

“Pela primeira vez, iniciaremos o transporte ferroviário de passageiros, em velocidade média, no nosso país”, disse o tucano, que está entusiasmado com a viabilidade técnica do projeto. Macris destaca a importância do Brasil ter investimentos em infraestrutura. A boa notícia, segundo ele, é a inclusão da proposta no programa que centraliza os projetos prioritários da área de concessão federal. Com isso, pode contar com a possibilidade de obter financiamento externo.

O projeto foi incluído no relatório da Medida Provisória (MP) 752/2016, a chamada MP das Concessões, aprovada na quarta-feira (5), pela Comissão Mista do Congresso. Formado por quatro grandes linhas, o trem sairá da cidade de São Paulo, passando por Jundiaí, Campinas e chegar a Americana. Outra linha ligará São Paulo a Sorocaba e uma terceira via sairá da capital até a cidade portuária de Santos. A quarta linha vai de São Paulo até São José dos Campos.

“Considerando-se a capital de São Paulo e a grande São Paulo, o percurso em trem de média velocidade atende quase 70% da população paulista”, disse.

COMPARTILHAMENTO

Outra vantagem, segundo Vanderlei Macris, é a possibilidade de compartilhar a malha ferroviária, já em uso pelas concessionárias federais de transporte de carga, a exemplo do trecho que vai de São Paulo a Jundiaí, Campinas e Americana. Hoje, essa malha é utilizada pelas concessionárias federais MRS e Rumo que estão em processo de relicitação por mais 30 anos de concessão.

A MP das Concessões, que trata da relicitação de contratos de concessão do setor de transportes, permite o uso de faixa para que o transporte de passageiros também seja uma realidade. Com isso, está aberta a possibilidade de divisão do trecho, hoje sob domínio da União, para o transporte de passageiros.

A partir de maio, técnicos vão conversar direto com o governo paulista a fim de assinar o termo de permissão de uso dessa faixa de domínio que já existe no transporte de cargas. Desta forma, o trem de passageiros poderá ser licitado numa nova concessão em São Paulo, em consórcio com o Governo Federal, num investimento de 5 bilhões nos trens de passageiros de média velocidade nesse primeiro trecho.

O transporte de passageiros, em trem de média velocidade, é uma antiga alternativa da população paulista. “O mundo inteiro caminha nessa direção”, disse Macris. Ele cita o exemplo de cidades europeias que dispõem de trens para transporte de passageiros, sem problemas de congestionamento, sem dificuldades no trânsito nas estradas, nem nas cidades.

Confira o pronunciamento clicando aqui.

Matéria publicada: http://www.psdbnacamara.com.br/wordpress/?p=168482

*Clipping - Este material não é de autoria da Assessoria do Deputado Federal Vanderlei Macris. São notícias selecionadas que constam a participação do parlamentar.